Você não precisa de um machista.

Você não precisa de um machista.
31 de maio de 2017 FitnessDayBrasil

A violência contra a mulher é histórica e, sobretudo, socialmente endêmica. De acordo com o Mapa da Violência 2015 – Homicídios de Mulheres no Brasil, quase 5.000 mulheres são mortas por ano por um único motivo: ser mulher. Essa cifra coloca o Brasil em 5º lugar no ranking mundial dos países que mais matam mulheres de acordo com a Organização Mundial da Saúde, apresentando a taxa de 4,8 homicídios a cada 100 mil mulheres.

Na última década, diversas leis e políticas públicas foram criadas no Brasil com o intuito de diminuir a violência contra a mulher e promover a igualdade de gênero. No âmbito legislativo, em 2006, foi sancionada a Lei Maria da Penha (Lei 11.340), a partir de uma recomendação da Comissão Interamericana de Direitos Humanos no caso Maria da Penha Maia Fernandes contra o Estado brasileiro, com o objetivo de diminuir a violência doméstica no país. Em 2015, foi sancionada a Lei do Feminicídio (Lei 13.104), tipificando a conduta e elevando-a ao patamar de crime hediondo.

Atualmente, portanto, de acordo com o Código Penal, considera-se feminicídio o homicídio praticado contra a mulher por razões de condição de sexo feminino, sendo tal condição caracterizada em duas oportunidades segundo a lei: a) violência doméstica e familiar e b) menosprezo ou discriminação à condição de mulher.

Infelizmente, apesar dessas medidas, o índice de violência de gênero ainda é alto no Brasil. Ao analisar os dados, a raiz dessas violações, apesar de todas as peculiaridades de cada realidade enfrentada pelas diferentes mulheres no Brasil e ao redor do mundo, é a mesma: o machismo.

Saiba mais 

1 Comentário

  1. borvestinkral 3 meses atrás

    naturally like your web site but you have to check the spelling on several of your posts. A number of them are rife with spelling problems and I find it very bothersome to tell the truth nevertheless I’ll definitely come back again.

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*